segunda-feira, 5 de junho de 2017

O que (eu acho que) tem de bom pra ler na net #155

1 - Sim - Usar até acabar
Da Beth Salgueiro, no Primeira Fonte. Sobre tempos de escassez e reaproveitamento. E sobre o que esses tempos podem nos ensinar.

2 - Esquerdo-macho é pior que machista
Da Marcela Zaidan. Taí um serzinho que me dá engulhos. Pior é reconhecer um entre seu círculo de amigos ou conhecidos. Colegas de trabalho, idem. Há um desses que cruzou meu caminho ano passado. O horror, o horror.

3 - Aécio Neves e o que não se lia na imprensa mineira até recentemente sobre ele
Do José de Souza Castro no Blog da Kika Castro. Jornalistas mineiros sabem. Atenção para o livro que está linkado no post!

4 - Férias, agora entendi
Da Cláudia Giudice, do A vida sem crachá. Li o texto enquanto ainda estava em mini-férias e pensando justamente no fruir. Já tive férias correria, dessas de tentar aproveitar o máximo no maior tempo possível. Hoje, não vejo mais motivo para correr. O que tiver que vir vai ser aproveitado. Será influência do minimalismo?

5 - O discurso de Helen Mirren para mulheres que não se consideram feministas
No El Pais. Cara, tem tanta gente que tem postura feminista, mas não se afirma como, por ter medo do nome, por entender o feminismo como oposição ao machismo, por tanta coisa... O discurso é bem interessante.

6 - Assassinato no Expresso Oriente e eu
Da Luciana Nepomuceno. Ela traduz o que eu sinto ao ler Agatha Christie. Uma leveza que é praticamente incompatível com assassinatos, porque a autora consegue falar muito bem da alma humana. Foi uma delícia ler esse texto e lembrar da minha coleção de livros, que foi doada pra Biblioteca Pública de Ouro Preto.

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...