segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

O que (eu acho que) tem de bom pra ler na net #138

1 - A incrível geração chata pra cacete que quer ser incrível por todo tipo de coisa 
Do Álisson Coelho. "Então chegamos a um ponto que me parece interessante. O que diferencia essa geração? Até agora, parece que essa geração se define por uma necessidade patológica de se diferenciar". Catártico! 

2 - A derrota anunciada do Facebook
Do Fabio Penna. Sobre a disseminação de notícias falsas nas redes sociais digitais. É dureza... Outro dia vi um Twitte dizendo que em 1996, nossos pais nos diziam para não acreditar em nada que viesse da internet. E agora, em 2016, eles mesmos dizem que viram no site obscuro da vez, uma afirmação X que não se sustenta com uma simples pesquisa.

3 - Você acredita em likes?
Da Rosana Hermann. De como ficamos fissurados nos likes. Tanto em recebê-los quanto em dá-los. Essas internês da vida deixaram todo mundo bem esquisito...

4 - A morte não é o fim
Da Milly Lacombe. Sobre o acidente com o avião da Chapecoense, na Colômbia. Ta difícil respirar depois disso.

5 - Carta aos pais de um filho gay
Da Ruth Manus, no Estadão. Cara, que texto phoda! Vontade de mandar pra certos pais por aí, para ver se, no fim das contas, conseguem abrir os olhos e fazerem o amor vencer. Piegas, eu sei. Mas necessário.

6 - She screams in silence
Da Veronix. Um texto bem interessante sobre Gilmore Girls (que eu só comecei a ver agora - shame on me). Fala sobre a gravidez na adolescência e como o seriado dourou a pílula.

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...