segunda-feira, 18 de julho de 2016

O que (eu acho que) tem de bom pra ler na net #122

1 - Sansa e outras mulheres que resistem
Do Borboletas nos Olhos. Tá difícil ser mulher. Na vida e na ficção. Aqui, a autora fala de sororidade. E fala da limpeza que fez nas redes, que eu queria fazer igual. Ainda não tive essa coragem.

2 - Não reclame das minhas fotos, please
Do Courage Dear Heart. Um texto muito sensível sobre amor, lembranças, imagens. Porque lembrar é lindo, ter fotos também. E, como a autora, eu também sinto muita falta do meu avô.

3 - A coisa mais moderna que existe na vida é envelhecer
Da BethS. Que texto bacana! Sobre o processo natural da vida, sobre as dores e também sobre a serenidade do envelhecer. Sobre a simplicidade e a vida com mais sentido. Lindo.

4 - O premiado anúncio de Aspirina e aquilo que não tem remédio
Da Thais Fabris, no B9. Cara, nem sei o que dizer sobre isso. Decepção não define, raiva também não; medo do mundo, idem. Talvez um misto disso tudo. Ou mais.

5 - Direita x esquerda e a luta pelos direitos das mulheres
Da Cyntia Semíramis. Um texto muito importante sobre polarização, sobre direitos das minorias. E sobre a paternidade da defesa desses direitos. O que é uma coisa bem estranha... O texto é bem bacana.

6 - A incrível carta de uma sobrevivente a quem a estuprou
Da Lola. Mais um caso de estupro em que tudo força a desmoralização da vítima. Mas a garota em questão escreveu uma carta extensa (às vezes o texto é bem repetitivo e chato) ao seu agressor, detalhando a violência, a frieza, as táticas de advogados. Pânico é um dos sentimentos ao ler o relato. Enfim, a carta merece ser bem divulgada.

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...