segunda-feira, 9 de maio de 2016

O que (eu acho que) tem de bom pra ler na net #112

1 - Gente que é o corretor do word da vida real: parem
Da Patrícia. Ela é muito divertida e aqui fala uma coisa engraçada e curiosa: às vezes, deixamos de ver o todo para nos apegar ao detalhe. E mais: quem se acha melhor que os outros é por quê mesmo?

2 - Carta para Jojô
Um texto lindo, lindo do André Rosa para a filha, Joana, que acabou de nascer. Aparentemente, será um pai maravilhoso.

3 - Obrigação de ser feminista: sou mãe de menina
Da Simone Miletic. Taí uma coisa que eu nunca entendi: por que alguns pais de meninas são machistas? Pra mim, o correto ou ideal seria que pais de meninas fossem feministas até o último fio de cabelo. A Simone explica bem explicadinho o motivo.

4 - Top 10 Kid Abelha
Do Inagaki. Com 10 músicas da banda que não é a minha favorita, mas que gosto muito. Gosto sim, me deixa, hahahaha!

5 - Feminismo é sobre liberdade de escolha?
Da Marjorie Rodrigues. Sobre o "escolher" ser bela, recatada e do lar. Marjorie aponta, aqui, que ser "do lar" nem sempre é uma escolha - pode ser apenas a única saída. E que é preciso problematizar essa questão.

6 - Fiscal da militância alheia
Da Patrícia, que é sempre maravilhosa. Esses fiscais, pqp... que necessidade é essa? Já que, no fundo, não querem saber a opinião de quem cutucam, por que cutucam?


_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...