segunda-feira, 21 de março de 2016

O que (eu acho que) tem de bom pra ler na net #105

1 - Eu não aguento mais ser mulher
Da Clara Averbuck, do Lugar de Mulher. Sobre mil coisas chatas de ser mulher. No fundo, cansa demais isso tudo aí.

2 - No Dia das Mulheres: umas palavras mandadas da Alemanha
Da Nina Lemos. Sobre como a Alemanha é mais segura para as mulheres que o Brasil. A teoria da Nina é que a violência de gênero não é biológica. Eu já acho que tem mais a ver com leis bem aplicadas. O Brasil pode ter um longo caminho pela frente, mas um dia vai chegar lá. Mesmo que demore muito.

3 - Essa palavra
Da Fernanda, do Minimalizo. Um texto bacana sobre as mudanças que o minimalismo proporcionam na nossa vida. Ainda não cheguei no nível da Fernanda (e falta coisa pra caramba, até lá!), mas tô no caminho, curtindo cada vez mais o "minimalizar".

4 - George Martin: a máquina do som
Do André Barcinski. Sobre o George Martin, produtor dos Beatles, recém falecido. O cara era um gênio. Ler o texto ouvindo as músicas é um alento.

5 - Na política, mesmo os crentes precisam ser ateus
Reflexão muito boa da Eliane Brum sobre os acontecimentos políticos e midiáticos. Tire a paixão quase religiosa de todos os lados envolvidos e observe os atores. É necessário fazer esse exercício, para ver o que está por trás da massa de manobra. E, sim, há massa de manobra em todos os cantos.

6 - Biblioteca Básica... Em busca de uma vida literária mais sustentável
Da Jota Pluftz, essa moça super bacana. Ter uma biblioteca básica faz bem pra vida. Por isso que ando doando meus livros. É mais saudável.

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...