segunda-feira, 7 de março de 2016

O que (eu acho que) tem de bom pra ler na net #103

Edição especial sobre machismo (e, sério, foi sem querer ter reunido esses links durante a semana. Juro!)

1 - A diferença de salários entre homens e mulheres
Da Nathália Pandeló, que levanta a discussão a partir de um vídeo em que John Green (ele mesmo, o autor de A culpa é das estrelas).

2 - Ele me ajuda
Do Lugar de Mulher, sobre a carga de trabalho doméstico que recai sobre as mulheres, sempre, mas que piora quando ela se casa. Se o homem (companheiro, ou seja a denominação que se queira) ajuda, está tudo errado. O papel dele não é ajudar, é dividir. E, sim, lá em casa a gente divide tudo. Não tem essa de ajuda não!

3 - O machismo não me incomoda, mas...
Da Nina Lemos, como repercussão ao uma coluna da atriz Fernanda Torres, na Folha de S. Paulo. A atriz estava completamente equivocada e, depois, voltou atrás. Aqui, a Nina levanta várias falas recorrentes que começam com "o machismo não me incomoda, mas...". O que, no fundo, significa que o machismo incomoda, sim. E muito!

4 - Candie e os machistas
Da Patrícia, sobre um dos personagens do filme Django Livre e como, indo na onda, acabamos não percebendo o reforço do discurso tradicional e, no fim, estamos culpando que não merece levar a culpa. Perfeito!

5 - Sobre o pacto de homens com homens
Da Tayra, que compartilha aqui um texto da Lia Vainer Schucman sobre como os homens (sexo masculino) são cruéis com os outros e uns com os outros. E como é preciso quebrar esse pacto, para que o mundo siga mais leve, mais propício à aceitação pessoal. Belo texto.

6 - Por ser menina!
Da Aline Souza, colega jornalista dos tempos da PBH. Aqui ela fala sobre a campanha internacional Por ser menina, que pretende mostrar as diferenças de criação entre meninos e meninas. Quem teve irmão e foi criado por pai machista (o/) sobre muito bem como a vida muda só por ser menina!

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...