segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

O que (eu acho que) tem de bom pra ler na net #100

E chegamos à 100ª indicação de textos e links deste blog! Êêêê! #todascomemora

Esse formato foi o que encontrei após a morte do saudoso Google Reader, que permitia a formação de uma rede de compartilhamento muito bacana. Conheci muita coisa boa via GReader e também muita gente interessante, até o neto bastardo do meu bisavô. O Feedly substituiu o leitor, mas não veio com a ferramenta maravilhosa de compartilhamentos. Então tá aí. O que eu compartilharia no GReader veio parar aqui :-)

1 - Vidas extraordinárias
Da Ligia Fascioni, que sempre traz bons textos. Este fala sobre pessoas com deficiência. Me lembrei da época em que trabalhei com a coordenadoria municipal de pessoas com deficiência, em BH. Foi um aprendizado e tanto, com muita coisa bacana pro meu caderno de memórias. Leitura recomendadíssima!

2 - Tiago Leifert, BBB e a cultura do estupro
Da Nadia Lapa. Porque, entra ano e sai ano, o BBB oferece algumas pérolas para o debate social. E, entra ano e sai ano, a maioria das pessoas continua a culpar a vítima.

3 - A nova Barbie e os padrões de beleza: uma mercadoria pode ser revolucionária?
Do Sakamoto. Aqui, ele desconstrói a felicidade geral pela Barbie, agora, vir com tipos diferentes de corpo, cor de pele, cor de olhos e cabelos. É uma mudança bacana, mas que não veio porque a empresa está sensibilizada. A não ser que o sensível tenha sido o caixa mesmo.

4 - Estudo da universidade de Roma prova que ler deixa as pessoas mais felizes
Do Livros e Pessoas. Cadê minha plaquinha de "Eu já sabia"? Ok que não tem a metodologia ou parâmetros para definir que felicidade é essa (e como eu tenho uma queda pela filosofia, não acho que felicidade pode ser medida), mas só de ter livros no meio já me conquista. Sem contar que ler dá uma autonomia incrível pras pessoas. Só saber juntar as letras e interpretá-las. Que dirá gostar de ler, então...

5 - Um guia para "enxugar" o excedente de livros da sua estante
Também do Livros e Pessoas. Tem umas dicas bem interessantes. Algumas delas são as que me norteiam sempre que quero manter um livro. E é por dicas assim que tenho me guiado ao tirar volumes que não são apaixonantes e doá-los para quem vai, realmente, lê-los.

6 - Dez impactos imediatos causado por uma mentira difundia pela rede
Mais um do Sakamoto. Aqui, ele fala sobre a manchete de capa de uma das edições do jornal Edição do Brasil que foi algo que nem sei classificar. Vergonha da imprensa, viu?

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...