terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Citações 137

De Nova gramática finlandesa:



A Finlândia é um osso de sépia, um grande seixo côncavo em cujo ventre arenoso as árvores crescem apressadas como mofo perfumado sob a luz interminável do norte. Mordiscada pelo gelo e desfeita em milhares de ilhotas, é essa figura que está no mapa, ao lado da carnuda Rússia e da ossuda mas robusta Escandinávia. A Finlândia é aquilo que sobra de alguma coisa: tire os eslavos, os escandinavos, os ortodoxos, os católicos, o sal, o mar, as bétulas das florestas, raspe algumas centenas de milhares de toneladas de granito, e o que resta é ela, a Finlândia. Se um dia você foi um finlandês, você encontrará tudo isso dentro de si mais cedo ou mais tarde, porque essa coisa não está na memória, não pode se perder. Está no sangue, nas vísceras. Somos o que resta de uma coisa antiquíssima, uma coisa que é maior do que nós e não pertence a este mundo. 

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...