quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Livro: O queijo - uma comédia sórdida



Em julho de 2015, fomos ao lançamento de O Queijo - uma comédia sórdida, do Julliano Mendes. Uns dias depois, fomos ao espetáculo dele, Amores e dores no país das flores, que foi muito lindo. Porém, o livro ficou parado aqui na minha pilha quilométrica de leituras. Porque, sabe como é, o mestrado não deixa a gente ter vida literária.

Mas na base da rebeldia, resolvi escolher um livro pra ler e O Queijo veio fácil. É uma peça teatral em dramaturgia cruzada. São quatro personagens numa sala arrumada para o chá, que conversam entre si, mas as conversas se intercalam, os interlocutores trocam de lugar, a resposta a uma pergunta serve também de resposta a outra. É preciso muita atenção pra acompanhar o embate entre Elizabeth, Barbra, Sarah e Gabriela. Há ainda Debra, que está morta, no banheiro da sala de chá.

A trama tem mistério - tem a morte, tem o queijo, uma boa dose de loucura nas conversas das senhoras e na história de Gabriela, tem a infelicidade da vida, das escolhas, do passar do tempo. Tem o drama de quem escolhe ser dramática e o de quem quer saber a verdade.

O queijo é um livro até rápido de ser lido, mas é bem denso. É inevitável pensar no que andamos fazendo da vida, pra evitar o amargor.

Grande Julliano Mendes! Vc é fera!

Leo, eu e Julliano, no dia do lançamento do livro


_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...