quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Portugal - O artigo e a apresentação

Saga Portugal, parte 2.

Resumo aceito, tava na hora de fazer o artigo. Ok, essa não é a forma ideal. Primeiro você escreve, depois submete. Mas como alguns contrários funcionam na minha vida, dessa vez calhou de ser assim: primeiro o resumo, depois o artigo.

Meu artigo previa uma coleta de dados enorme. Foi ingenuidade propor isso. Não havia tempo hábil pra tudo o que eu propus. O que aconteceu? Enlouqueci fazendo a coleta em cada microtempo disponível. Terminei em cima da hora, quase indo pra prorrogação. Ufa! Foi um alívio sem nome quando botei um ponto final na coleta. E ainda faltava análise, escrita, apresentação. Foi pirante, mas foi muito legal. A lição: cuidado com o tamanho do que você se propõe a fazer.

Tudo pronto, bora pra Portugal. O congresso aconteceria em Coimbra e já tínhamos decidido passar uns dias no Porto. Enquanto estivesse no Porto, eu iria me divertir, fazer bastante turismo, me entupir de pastel de nata e arrumar umas bolhas nos pés, porque iria caminhar muito. Mas na ida pra Coimbra, defini que seria hora de estudar a apresentação. E assim foi: na estação de Campanhã, à espera do trem, e dentro do trem, revi a pesquisa e a apresentação, li coisas adicionais, listei possíveis perguntas.

Dormi mal - ok que tinha uma festa no andar de cima, mas nem foi por isso. Sempre fico nervosa em apresentações, odeio falar em público. Ossos do ofício de um mestrado acadêmico... Minha apresentação era às 10h. Pelo menos, o tremor e o suor nas mãos iam passar logo.


Foto: Leo Homssi

Os meus companheiros, Leo e Lu, disseram que me saí bem. Foram poucas perguntas, mas tive segurança pra responder - afinal, valeram as horas e horas em cima da coleta de dados e da análise. Foi uma ótima segunda experiência em congressos, porque tirou o trauma da primeira - talvez, se ele passar, eu conto como foi.

À tarde ainda teve as apresentações das minhas colegas de mestrado. Tudo certo, tudo em ordem.

A primeira parte da ida a Portugal pode ser lida aqui.
_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...