terça-feira, 27 de outubro de 2015

Citações 123

De O outro pé da sereia:


A algazarra do porão tornara-se mais intensa como se brotasse não do ventre do navio, mas das profundezas do oceano. Era algo que, desde sempre, alvoroçava Gonçalo da Silveira: o modo como os negros gargalhavam, a facilidade da felicidade, a disponibilidade para a lascívia. Faltava aos selvagens não apenas um credo. Faltava-lhes moderação na alegria, tento no riso, parcimônia na paixão. A gargalhada é mulher, o riso é masculino. A primeira é própria dos bichos, a segunda é humana. Havia que humanizar os escravos. Afinal. para corrigir a gargalhada bem podia servir a gargalheira, essa coleira que prendia os escravos pelo pescoço. Era isso: a gargalhada pedia a gargalheira. 

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...