terça-feira, 1 de setembro de 2015

Citações 115

De O outro pé da sereia:



Não. Era isso que o curandeiro Lázaro lhe apetecia responder: que não, não queria que ninguém mais lhe contasse sonhos. Esteve saturado. Já não suportava essa mentira que é o relatar dos sonhos. Porque nenhum sonho se pode contar. Seria preciso uma língua sonhada para que o devaneio fosse transmissível. Não há uma ponte. Um sonho só pode ser contado num outro sonho. 


_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...