terça-feira, 25 de agosto de 2015

Citações 114

De O outro pé da sereia:



Madzero, primeiro, levantou os braços a mostrar que não tinha culpa no acidente. Pobre como era, seria o único a receber punição. Permaneceu assim, de mãos erguidas, até estar certo de que não havia testemunha. Depois, cumpriu deveres de fé: cobriu a pobre defunta com umas pazadas de terra, balbuciando umas ininteligíveis palavras de encomenda a Deus.


_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...