quarta-feira, 10 de junho de 2015

Livro: Elena, a filha da princesa



Burlei uma das regras não escritas do mestrado, que diz que mestrando só pode ler textos técnicos. Em um sábado à noite desses, deixei de lado as 300 páginas semanais de leitura pras aulas (sim, a média é essa, e é só pras aulas, sem contar as leituras da pesquisa) e comecei a ler Elena, a filha da princesa, da Mariana Carvalho. A história é o spin-off  de Simplesmente Ana e De repente, Ana

Elena é a filha única de Ana e Alex. Ela é uma garota bem tranquila, avessa às badalações de pertencer a uma família real. Está na faculdade, mas resolve viajar para a Nigéria, oferecendo ajuda humanitária, junto com estudantes da universidade. Porém, um imprevisto a faz voltar. Ana, sua mãe, está grávida de gêmeos, com uma gravidez de risco. De volta à Krósvia, Elena vai se deparar com revoltas populares contra a monarquia, o que atinge diretamente seu avô, Andrei, o rei, e sua família. Também é preciso enfrentar a ovelha desgarrada da família, seu primo Luka. Depois dos acontecimentos de De repente, Ana, Luka cresceu e acabou se revoltando, brigando com a família e se afastando do convívio de todos. Mas Elena guarda uma forte impressão do primo, desde que era criança, e tem que se haver com um turbilhão de sentimentos.

A trama tem um tom menos juvenil que os dois livros anteriores, o que é bem interessante. Quando terminei de ler De repente, Ana, eu já sabia que viria outro livro da família, mas não consegui imaginar como seria, já que aquele fechava a história de uma forma bem legal. Elena foi  uma surpresa porque deu um fôlego novo à história de Ana e, ao mesmo tempo, conseguiu seguir com vida própria.

Peguei Elena numa noite de sábado. Não larguei até terminar. Valeu a pena burlar as regras não escritas do mestrado :-)

Da Marina Carvalho também li Ela é uma fera! Azul da cor do mar, meu preferido.
_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...