segunda-feira, 11 de maio de 2015

O que (eu acho que) tem de bom pra ler na net #69

1 - Cosmopolitan inverte entrevista e faz perguntas sexistas para ator em coletiva da Marvel
Do B9. Tava na hora de alguém fazer isso. É parte da campanha #askhermore, que pretende que, nas entrevistas com atrizes, as perguntas não girem em torno de suas roupas, suas relações pessoais e seu corpo. Show!

2 - Meça suas piadas, parça
Da Mari, no Lugar de Mulher. Sobre como o humor que investe em ridicularizar minorias ou situações não risíveis diz muito de quem o produz.

3 - As consequências da escrita de Charlotte Brontë
Do Homo Literatus. Sobre uma das minhas autoras favoritas, e como sua obra impactou o mundo. Muita gente torce o nariz, mas a Charlotte, assim como suas irmãs Emily e Anne abriram caminho, junto a Jane Austen, para uma escrita feminina e, até mesmo, feminista, muito antes do feminismo surgir.

4 - Caçadores de discos perdidos
Já falei que adoro vinis, né? Aqui o André Barcinski fala sobre a diferença entre colecionadores de vinis e acumuladores de coisas.

5 - O que aprendi na VejaBH
Da Sabrina Abreu. Não sou fã da Veja e não curtia muito a vibe das matérias da Veja BH. Mas lastimo muito o fim da revista. Aqui, a Sabrina fala sobre sua experiência na redação da revista, onde ela assinou uma coluna. É um texto lindo, especialmente indicado pra quem vive essa vida louca de ser jornalista.

6 - Felicidade todo dia?
Da Anita Efraim, que sempre tem uns textos bons pra provocar pensamentos profundos.

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...