quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Livro: Anjos do Universo

Mais um livro como Leitora Parceira da Set Palavras. O texto completo pode ser lido aqui. E que livro lindo!




Anjos do universo, de Einar Már Gudmundsson

Por Aline Monteiro

O primeiro estranhamento, quando abri o pacote com o livro Anjos do Universo, foi com a capa, toda vermelha e com um homem de escafandro caminhando num mar raso e calmo. O segundo foi com o nome do autor: Einar Már Gudmundsson. O terceiro: o autor é islandês. Isso mesmo, ele é da Islândia. Sei muito pouco sobre o país, talvez apenas que é uma ilha, faz bastante frio e é a terra natal da cantora e compositora Björk. Nunca tinha ouvido falar em literatura islandesa - o que, é claro, não quer dizer que ela não exista. Einar é considerado um dos mais célebres autores islandeses da sua geração.
O livro conta a história de Páll, um garoto islandês, morador da capital, Reiquiavique. Ele vive com os pais e dois irmãos mais novos e, em meio às brincadeiras de criança e início da adolescência, acaba passando por crises que vão resultar em uma esquizofrenia. Enquanto a família tenta lidar com essa situação nova, Páll acaba precisando ser internado no Kleppur, o hospital psiquiátrico da cidade, que fica num prédio parecido com um castelo à beira-mar. O Kleppur habitou alguns dias da infância de Páll, quando ele via pessoas sendo trazidas pela polícia enquanto brincava no alto de um morro nas redondezas. De repente, lá está ele, entre os loucos.
Sua visão do mundo, das coisas, das relações humanas e dos acontecimentos são um olhar posterior, quando ele tenta entender os motivos por trás de suas escolhas e das consequências delas para sua vida. Páll consegue perceber que foi o término de um namoro que o fez entrar na primeira crise, quando ainda era aluno do ensino médio. Ele se confronta como os interesses dos amigos, que foram se diferenciando dos seus. Também surge o preconceito e o desconhecimento das pessoas ao lidarem com portadores de qualquer tipo de deficiência mental.
A narrativa traz muitas alegorias e bastante sensibilidade poética. É uma história densa, pesada, mas narrada de uma forma linda, aberta e corajosa. O autor se baseou em seu irmão mais velho para escrever e parece ter captado bem a extensão da visão de mundo de um portador de esquizofrenia.
Na capa há uma recomendação do livro feira pelo inglês Ian MacEwan, um dos meus autores contemporâneos favoritos. Anjos do Universo ganhou o Prêmio Nórdico de Literatura, que é concedido pela mesma academia do Premio Nobel. É realmente notável que a editora Hedra traga para o Brasil autores bons que, normalmente, não seriam editados por aqui. Importante: o livro foi traduzido direto do islandês, o que é um ganho enorme para os leitores brasileiros.

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...