quarta-feira, 20 de agosto de 2014

A semana em livros

Vi essa tag no canal da Pam (o vídeo em que ela responde à tag é este) e fiquei pensando em que respostas daria. Aí, resolvi trazer pra cá :-)

Domingo - um livro que você não quer que termine ou não quis que terminasse
A última vez que tive esse sentimento com um livro foi com A menina que roubava livros, que li bem devagar, justamente pra não terminar. Terminei já há muitos anos e não tive coragem de reler, pra não ter o mesmo sentimento.

Segunda - um livro que você tem preguiça de começar
Atualmente, O cemitério de Praga, do Umberto Eco, devido ao meu caso de amor e ódio com ele. Toda vez que pego um livro dele, amo. No meio, odeio ele, o livro, a vida e o mundo. No final, estou em nova lua-de-mel com o autor. Também tenho preguiça de recomeçar Ulisses, porque já iniciei a leitura várias vezes e nunca tive tempo de terminar com a dedicação que o livro merece. Cadê tempo??

Terça - um livro que você empurrou com a barriga ou leu por obrigação
Tentei ler O sobradinho dos pardais e A volta dos pardais do sobradinho. A escola obrigou. Nos idos de 1900 e ninguém-quer-mesmo-saber. Não terminei de ler nenhum dos dois. Odiei o começo ao fim, chorei, briguei, quis nunca mais voltar pra escola. Em geral, acabo gostando dos livros que li por obrigação e, se empurro algum com a barriga, é mais por falta de tempo. Estou relendo Histórias extraordinárias, do Poe, e esse eu super empurro com a barriga.

Quarta - um livro que você deixou pela metade ou está lendo no momento
Deixei Sex and the city muito antes de chegar à metade. Achei uó! Dei pra uma amiga, que adorou. E no momento estou lendo Lendo Lolita em Teerã.

Quinta- um livro de quinta. Um livro que você não recomenda
Sex and the city, com certeza. E os dois livros dos pardais do sobradinho, que falei ali em cima. E alguns exemplares de chicklit, como Delírios de consumo de Becky Bloom, que acho que só vale a pena pra passar o tempo, quando não tem nada melhor por perto.

Sexta - um livro que você quer que chegue logo (lançamento ou compra)
Não é bem que eu quero que chegue logo... mas que eu quero comprar logo.  E nem é literatura... É O descredenciamento filosófico da arte, de Arthur Danto.

Sábado - um livro que você quis começar novamente assim que ele terminou
Fiz isso com O retrato de Doriam Gray. Fechei o livro pra pensar sobre toda a história. E decidi recomeçar a leitura logo depois. Super recomendo esse livro.

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...