domingo, 2 de março de 2014

Filme: Os suspeitos

Prisioners - 2013 (mais informações aqui)
Direção: Dennis Villeneuve
Roteiro: Aaron Guzikowski
Elenco: Hugh Jackman, Jake Gyllenhaal, Viola Davis

Curto muito um suspense, bem na linha deste filme. Suspense mais psicológico, sem rios de sangue correndo, mas com muita coisa pra se pensar. Amei Os suspeitos. Só lamento que a tradução tenha sido essa, e não Prisioneiros, numa linha mais literal.

O filme conta a história de duas famílias, os Dover e os Birch, que levam uma vida normal até o dia em que, durante um almoço, as filhas pequenas de cada família, Anna Keller e Joy Birch, ao saírem de casa para brincar, não voltam. Keller Dover fica alucinado para encontrar a filha. E a polícia parte em busca de um trailler que estava estacionado próximo às casas e que chamou a atenção das meninas no passeio de mais cedo, com o irmão de uma delas. O trailler é encontrado e o motorista levado para a delegacia. Mas nem sinal das meninas.

O motorista é uma pessoa com uma deficiência mental aparentemente leve. Alex tem o Q.I. de uma criança de 10 anos e parece ser inofensivo. Vive com a avó numa casa simples. A polícia logo o libera. Mas Keller Dover não se conforma: para ele, Alex está envolvido no sumiço da filha. Keller confronta Loki, o policial encarregado do caso, e começa uma investigação paralela, que vai movimentar ainda mais a história e mostrar que nem tudo é como parece.

O que mais me chamou atenção no filme, além do roteiro amarradinho e da tensão que diretor e roteirista souberam passar tão bem, foi a paleta de cores. Tudo é acinzentado, não se vê uma cor quente. Essa frieza na paleta de cores faz parte da construção do ambiente de cena e dá muito mais dramaticidade à trama.

E o final... putz... Muito por causa do fim da história é que eu acredito que o título original seria bem mais adequado. Shame on you, tradutores-de-títulos-de-filmes!

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...