sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Livro: O chamado do Cuco

Quando ouvi falar o livro, já era fato que a identidade do autor, Robert Galbraith, tinha sido descoberta. Ele é o pseudônimo de J. K. Rowling, autora da série Harry Potter. Assim que terminou a história do bruxinho, ela decidiu se dedicar à literatura adulta e lançou Morte Súbita, que não foi bem recebido pela crítica e pelo público, mais porque insistiram em comparar a obra com a saga dos mocinhos de Hogwarts.

O chamado do cuco chegou ao mercado como o primeiro romance de um novo escritor. E foi avaliado exatamente assim: a primeira obra de um jovem talento. Foi elogiado e o autor apontado como uma promessa. Aí veio à tona que ele, Robert Galbraith, era ela, J. K. Rowling. E o livro continuou recebendo elogios, bem mais do que Morte Súbita.

Cuco é Lula Landry, uma modelo muito admirada, mas problemática, que caiu de uma sacada numa noite gelada de inverno. Três meses depois de sua morte, seu irmão, John Bristow, procura Cormoran Strike, um detetive particular com a vida pessoal passando por uma enorme turbulência. John tem certeza de que Lula não se matou e procura o assassino.

Strike tem a ajuda de Robin, sua secretária temporária que, além de excelente profissional, tem um certo deslumbramento com a profissão do patrão e faz de tudo para ajudá-lo. Ele vai se defrontar com um mundo bem diferente do seu: luxo, ostentação, moda e drogas, em volta de Lula e de tudo o que ela tentava resgatar de sua vida.

O livro é bem bom. Curto muito esse tipo de literatura, me envolvi com a história e tentei descobrir o assassino (claro que eu errei, né?). Achei bem bacana e me deu vontade de ler mais livros com a dupla Strike e Robin. Mas acho Morte Súbita muito melhor que O chamado do cuco. 

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...