domingo, 15 de dezembro de 2013

O que (eu acho que) tem de bom pra ler na net #17

1 - Maiakóvski define o cinema
Cinema é uma das coisas que mais gosto na vida. Não curto muito os filmes para puro entretenimento (e isso já gerou uma discussão divertida por aqui). Daí que amei ver no Lanterna a definição de cinema para Maiakóvski. Vale a leitura e a reflexão.

2 - O esquecimento é amigo da barbárie
Todo mundo sabe que as pessoas, em geral, viram uma espécie de "santos" quando morrem. Com Mandela, que morreu recentemente, não foi diferente. Mas o que me incomodou é que muita gente que é contra uma série de coisas que Mandela defendia está, agora, falando muito bem dele, exaltando suas qualidade de lider. Pior, de lider pacifista. Mandela nunca foi pacifista. Gandhi foi durante um período da vida, Mandela não. Por isso foi preso por tanto tempo. E o Mário Magalhães resgatou um cartaz dos anos 1980, da Inglaterra, em que pediam a morte de Mandela por enforcamento. É, somos muito hipócritas.

3 - 4 lições de vida que você pode aprender com O caçador de pipas
Esse vem do blog Livros só mudam pessoas, que sempre traz coisas bacanas. Li O caçador de pipas logo que foi lançado e gostei bastante. Comprei pra dar de presente para uma pessoa que poderia ter sua vida mudada com o livro e foi como lançar pérolas aos porcos. Porque a pessoa em questão, como tantas outras, prefere viver com a mentira do que dar a cara pra verdade. Mas como tudo é uma questão de opção...

4 - Antiturismo - planejando uma eurotrip realmente instrutiva
Já falei muito do Trilhos Urbanos, de onde sempre tiro alguma coisa legal pra ler. A mais nova é essa aí, que fala sobre como conhecer uma cidade fazendo turismo. A proposta é fugir da lista do que é mais visitado e conhecer coisas novas, se deixar levar.

5 - O que estão esperando para acabar com as torcidas organizadas?
Esse é da Cristina Moreno de Castro, que sempre escreve coisas interessantes. Dessa vez, a discussão é sobre a violência do futebol. Olha, tá um saco isso. Futebol é diversão. Na hora que vira essa zona, essa barbárie, as brigas sem fim, virtuais ou não, dá vontade de desligar a vida, puxar a cordinha do mundo e descer. Já escrevi aqui sobre o motivo de não falar mais de futebol nas redes sociais. E ando correndo o risco de parar de assistir futebol, mesmo amando demais o esporte.

6 - Torcedor é torcedor, bandido é bandido
E, pra terminar, esse texto muito bacana da Ana Paula Pedrosa, que é atleticana (do Atlético Mineiro!) e é mais uma a se queixar dessa balbúrdia que está virando o futebol.

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...