sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Cinco anos

Não me lembro ao certo porque escolhemos novembro. Nem qual o motivo para o dia 15. Talvez por ser feriado - é sempre mais fácil se lembrar de um feriado do que de um dia comum. E memória nunca foi meu forte, nem o do Leo.

Lembro que a primeira vez que falamos sobre nos casar foi na sexta-feira Santa de 2008. Na verdade, não fomos nós. Foi o Tio Jésus. Foi ele quem perguntou o motivo de ainda não termos nos casado. Eu achei graça e deixei pra lá. Mas depois, quando saímos só Leo e eu, naquela noite, ele tocou no assunto, insistiu e me "pediu em casamento", se é que podemos falar assim. E eu disse "não". Casar nunca esteve nos meus planos. Nunca mesmo.

Passamos alguns meses conversando sobre isso. Leo insistindo, eu dizendo "não". Até que, em agosto, ele me venceu pelo cansaço (hehehehehe) e eu topei. Mas só se fosse do meu jeito. Sem vestido de noiva, sem festa, sem flores, sem música, sem trelelês. Leo topou, mas fazia questão de uma festa, ao menos pra família dele. Eu não queria nada pra minha família. Por mim, faria tudo em segredo, e foi isso que combinamos. Mas a língua do Leo não coube na boca e ele saiu espalhando pra família e pros amigos dele.

E foi no dia 15 de novembro: juntamos a família do Leo e alguns poucos amigos (os meus foram escolhidos a dedo) para comemorar conosco o nosso casamento. Por um motivo só meu, estava morrendo de vergonha. Demorei um tempinho ainda pra falar "meu marido" em vez de "meu namorado" (e ainda hoje acho mais bonito dizer "meu namorado"). Relutei em usar aliança. Ainda hoje, uso nosso anel de compromisso no lugar da aliança dourada que o Leo escolheu.

Mas uma coisa não dá pra negar: é uma delícia estar casada com o Leo. Porque, já disse antes, ele é o cara que combina comigo. É o companheiro que está sempre ali (mesmo quando sai com os amigos pra tomar cerveja ou pra pedalar). Mesmo com todas as diferenças, estamos caminhando juntos, lado a lado. E é bom, muito bom.

Pra manter a tradição, segue uma música que fala muito de nós dois:


Sintonia

Tunai / Sérgio Natureza


Me abraça, me leva pro infinito
me faz flutuar
você é o meu sonho, mais bonito
nem dá pra explicar

Te quero, pressinto, te desejo
te beijo e vamos seguindo
os nossos caminhos, vão num destino só

Nós somos sol e lua juntos
o amor uniu os nossos mundos
a gente se olha, se namora
e dança o balé da vida
viver é tão simples quando se tem prazer

Que bom que a gente tem
tanta energia assim
se você fica afim
quero outra vez também
Paixão
Sintonia

paixão, sintonia




_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...