segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Se nada der certo...

Há um milhão de anos, quando o Orkut bombava, tinha lá uma comunidade super cheia de gente. Era a Se nada der certo, viro hippie. Eu não fazia parte dela, mas conhecia gente demais que fazia.

Lembrei dessa comunidade outro dia, quando descobri o que eu posso fazer da vida se nada mais der certo. Não é virar hippie, não é fazer jardinagem (que sempre foi a minha primeira opção, apesar de eu matar plantas com frequência), não é dar aulas de filosofia, de música, de crochê, de pólo aquático ou de sei lá o quê, não é tomar conta de idosos (e acho que estou me especializando isso).

Se nada der certo, vou ser trocadora de rolo de papel higiênico. Sério.

Ultimamente, é a coisa que eu mais faço na vida.

Seja em casa, seja no trabalho, quase toda vez que entro no banheiro vejo que meu antecessor usou o resto do papel higiênico que tinha e não trocou o rolo. E não é por falta do dito cujo no banheiro não! Não trocou porque não quis.

Gente!!! Gente!!!

É tão difícil assim trocar o rolo vazio por um novo? Tão complicado assim? Faz a pessoa perder o braço???

Cadê o senso de coletividade? Quando se vive em comunidade (e qualquer lugar hoje as pessoas estão convivendo), deve-se pensar nos outros, não?

Mas já que tá difícil pro pessoal, me candidato. Se nada der certo, viro trocadora de rolo de papel higiênico. E, claro, como mais ninguém faz isso, vou cobrar muito caro, ficar rica e mudar pra Europa.

#prontofalei

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...