segunda-feira, 29 de julho de 2013

Livro: Ela é uma fera!

A Marina Carvalho está investindo na carreira de escritora. Fico feliz com isso, porque ela escreve mesmo muito bem. Logo depois de Simplesmente Ana, ela lançou Ela é uma fera!, uma releitura para o clássico A megera domada, de Shakespeare. O livro faz parte de um projeto de incentivo à leitura da editora Novo Conceito e está sendo comercializado apenas em formato de e-book, pelo preço simbólico de R$ 1,40.  Comprei o meu pelo IBA e li no Ipad.

É um livro gostoso de ler, a leitura é rápida e agradável. E é fácil se identificar com os personagens ou reconhecer neles alguém que a gente conhece, da família, do grupo de amigos.

Ela é uma fera! é a história das irmãs Carolina e Clara. A primeira tem uma personalidade bastante forte, não se dobra pra ninguém, não faz média, não leva desaforo pra casa. A caçula é meiga e chama atenção por sua beleza. As duas são filhas de Roberto Batista, que foi abandonado pela mulher e faz tudo pelas filhas. É um pai bastante protetor e que estabeleceu regras rígidas para a filha mais nova: ela só pode namorar depois que entrar na faculdade (o que deve acontecer daí a dois anos) ou só depois que Carolina arrumar um namorado. E como ela é considerada uma megera... a vida de Clara está bastante complicada. A garota é apaixonada por Henrique, o bonitão da escola, e é correspondida. Ela também é alvo do amor de Lucas, um garoto que veio dos Estados Unidos para morar em São João Del-Rei e estudar no Colégio Santo Antônio de Pádua.

Henrique é o boyzinho da escola, riquinho e bonitinho mas ordinário. Para resolver sua vida e poder sair com Clara, ele contrata Pedro Verona, um universitário que vive em uma república ao lado de sua casa. O acordo entre os dois é: Pedro conquista Carolina e abre o caminho para que Henrique fique com Clara. Pedro aceita e encara sua missão: domar a fera.

O ponto mais legal do livro é trazer a história de Shakespeare pros dias atuais. Carolina está na faculdade, estuda Comunicação Social. Pedro estuda Engenharia. Clara, Henrique e Lucas estão no Ensino Médio. São João Del-Rei é o cenário, mas a história tem uma passagem rápida por Tiradentes, duas cidades lindas de Minas. Lucas é um garoto sensível, que valoriza as pessoas ao seu redor. Pedro e Henrique podem ser comparados àquela frase "não compre o livro pela capa". Henrique é bonitão e sedutor, mas quase não tem caráter. Pedro tem pinta de badboy, mas é um garoto solidário e gentil.

Foi fácil me identificar com a Carolina. Porque ela é estudante de Comunicação Social e porque é de poucos amigos. Eu era assim na época da faculdade e a Marina é uma das que pode atestar o fato. Acho que até hoje eu sou meio Carolina Batista - abri uma frestinha pro mundo, mas ainda fico mais na minha. E, como no caso dela, tive o meu Pedro Verona - o Leo, que passou feito um furacão em cima de muitas das minhas certezas.

Senti falta de duas coisinhas no livro: a história da mãe de Carolina e Clara (realmente é algo que não faz falta no desenvolvimento da trama, mas eu queria saber mais #curiosa) e como Pedro resolveu o problema que o levou a aceitar o dinheiro de Henrique (#curiosaaocubo). Na verdade, é que foi tão gostoso de ler que eu queria mais.

Mas a minha principal crítica vai pra editora Novo Conceito. Dá até pra entender que é um projeto de incentivo à leitura e pra isso o livro tem um preço baixo. Mas vamos combinar que R$ 1,40 não valoriza o trabalho da escritora - e menos ainda o da própria editora! Não consigo imaginar que, após o sucesso de Simplesmente Ana, a editora não tenha impresso Ela é uma fera!. E, querendo incentivar a leitura, não tenha impresso e colocado um preço popular, mas que valorizasse o trabalho da escritora e da editora.

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...