terça-feira, 9 de julho de 2013

Filme: Faroeste Caboclo

Faroeste Caboclo - 2013 (mais informações aqui)
Direção: René Sampaio
Roteiro: Victor Atherino, Marcos Bernstein
Elenco: Fabrício Boliveira, Ísis Valverde, Felipe Abib, Antonio Calloni

Confesso que tive medo quando ouvi falar de um filme sobre a música Faroeste Caboclo, da banda Legião Urbana. Nunca foi muito fã da banda, mas sempre gostei dessa música. É uma história interessante, mas cheia de furos. E eu pensava que, levada ao cinema, poderia ser bastante interessante. Mas tinha medo de virar uma obra ruim.

Fui pro cinema com o pé atrás e me surpreendi. O filme é muito bem feito, com boas atuações, um roteiro amarradinho e faz jus tanto ao cinema brasileiro quanto à música. Só não gostei de uma coisa: a narração em off do João de Santo Cristo. Não precisava. Mesmo.

A história todo mundo conhece: João de Santo Cristo sai da sua cidade e vai pra Brasília, onde conhece seu primo Pablo, um peruano barra pesada. Ele trabalha como carpinteiro e faz alguns bicos para Pablo, entregando drogas. Numa fuga da polícia, ele conhece Maria Lúcia, a menina linda que vivia infeliz. Filha de um senador, sem atenção do pai, ela tem um olhar triste vê em João um cara bacana, que oferece a ela mais do que os boyzinhos da cidade, como Jeremias, um traficante que vive de olho em Maria Lúcia.

O roteiro é feliz em contemplar alguns dos buracos da música, como o motivo de Maria Lúcia ter se casado com Jeremias. E trouxe o elemento faroeste. A cena do confronto entre João do Santo Cristo e Jeremias é linda! Não fica nada a dever aos faroestes spaghetti. Outra coisa legal é a cena da passagem de tempo entre a infância e a juventude de João, utilizando o poço onde a família pega água. E a passagem de João na Febem, pega todo mundo de surpresa. Você acha que ele está chegando lá mas, na verdade, ele está é saindo.

Enfim, um belo filme, muito bem feito.

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...