terça-feira, 10 de julho de 2012

Sal e pimenta

Sabe superstição? Tem gente que tem um monte! Em geral, eu não tenho. Mas depois de um acontecimento bem peculiar no começo do mês passado, comecei a pensar seriamente que um pouco de proteção não faz mal a ninguém. Não vou contar o que é, apesar da minha vontade ser botar a boca no mundo. Mas, enfim, se eu fizesse isso, seria como entregar de bandeja o que certas pessoas querem. Mas chega de falar disso.

Curiosamente, no dia do tal fato peculiar, entrei no site da Dani Pinheiro, onde costumo comprar coisas pra cabelo (um dia eu falo mais sobre isso) e resolvi olhar algo que não chama muito a minha atenção: as semi-joias. Estava pensando em olhar um presente pra uma pessoa querida, mas acabei de olho foi num colar de sal grosso. Na hora, fechei a compra.  pra mim e deixei o presente pra pensar depois.

O colar de sal grosso

Só pra reforçar: comprei o colar num dia pela manha. No mesmo dia, à noite, aconteceu a tal coisa esquisita.

Fiquei tão chocada com o negócio do qual não posso falar que comentei com uma amiga querida, a Ju Machado. Ela foi taxativa: eu ando precisando MESMO me proteger. Uma semana depois, ela me presenteou com uma pimenteira.


A pimenteira que ganhei da Ju

Não que eu tenha ficado supersticiosa agora. Mas não vou tirar do pescoço o colar de sal grosso. E a pimenteira, assim que for necessário, vai sair do vasinho e passar pra um canteiro no quintal. Sabe-se lá... a gente anda cercado por tanta gente maldosa por aí...