quinta-feira, 14 de junho de 2012

A César

... o que é de César. Já dizia alguém por aí.

O fato é que é um processo de aprendizado dar às coisas, às pessoas e aos acontecimentos o exato valor que eles merecem. Porque acaba que todo mundo tem mania de supervalorizar algumas coisas e subvalorizar outras.

Depois dos últimos acontecimentos, chego à conclusão que é preciso avançar em relação à máxima da Tia Leda. Ela dizia "dê o desprezo" sempre que algo incomodava além da conta.

Hoje, eu preciso praticar:
- desprezar o que é pra ser desprezado;
- ignorar o que é pra ser ignorado.

Por que tem gente/coisa/acontecimento que não merece sequer o desprezo.