terça-feira, 8 de maio de 2012

Toda menina bahiana tem um encanto...

Acho que abri meu primeiro blog em 2001. Era uma maravilha poder escrever e publicar. Ainda mais em um lugar que, com um pouco de sorte, ninguém poderia destruir #trauma. Já não sei quantos blogs tive nem porque encerrei cada um deles. Em 2007 abri um, com a plataforma do Terra, e fiquei lá quietinha. Porque sempre escrevi pra mim, nunca corri atrás de comentários ou de divulgação. Já contei aqui que a Intense me achou, começamos a interagir e, por meio dela, conheci várias pessoas muito legais por aí. Entre elas, a Bel, que é porreta!

Mesmo tendo contato com esse tanto de pessoas legais, jamais me passou pela cabeça encontrar realmente alguém da net. Aconteceu só uma vez, e foi um acaso muito engraçado. Mas aí a Bel me manda uma mensagem dizendo que estava vindo para Ouro Preto. A minha primeira reação foi gelar e pensar em sumir (eita timidez do caramba...). Em seguida, já pensei que ia ser uma delícia conhecer pessoalmente uma pessoa que já fazia parte da minha vida há alguns anos, e que me conhece melhor do que muita gente com quem eu tenho um relacionamento "real". Aí, foi só esperar ela chegar. De 30 de abril a 2 de maio.

E, vou te contar, a Bel é um amor de pessoa. Não que eu não soubesse disso. Só que ter certeza, no mundo real, é outra coisa. Ela veio com o Cau, o marido, que é aquele tipo de pessoa que só de olhar você já gosta. Gente, que carinha boa esse moço tem! E olha que eu fiz maldades terríveis: coloquei os dois pra andar por aí. E andamos desbravando a cidade.

Foi uma semana atribulada. Vou postar mais sobre isso quando conseguir as fotos (netbook formatado, sem editor de fotos). Ficam pra depois também o aniversário do Leo e a pedalada do fim de semana (volteeeei!).

Nós duas no Passo, com Leo e Cau (que não apareceram na foto)