terça-feira, 13 de março de 2012

Entrando em alfa

Algumas pessoas já sabem: estou de volta à universidade. Era minha vontade, quando formei, continuar estudando. Mas não foi possível, principalmente por uma questão de verba para tal. Precisei trabalhar para me manter vida, e o mestrado virou uma meta esmaecida num pedacinho de papel, perdido numa das agendas da vida. Agora, 11 anos depois, resolvi tentar de novo. Ainda não é o mestrado como eu sonhei. Só uma disciplina isolada no mestrado de Estética e Filosofia da Arte, na Ufop. Se tudo der certo, em pouco tempo serei aluna regular.

Na véspera do início da aula, fui remexer meus papéis do tempo da faculdade. Textos, anotações, referências, tudo que pudesse ser útil ao novo estudo. E, no meio do caderno de Sociologia da Comunicação, estava isso aqui:


Eu amava as aulas Sociologia da Comunicação. O Kika, professor da matéria, além de ser ótimo e ter conhecimento pra dar e vender, motivava muito as turmas. Ele tem uma legião de seguidores entre os alunos e ex-alunos, e eu prestava atenção máxima na aula. Por isso que estou tentando lembrar - até agora, não consigo - por que o Caio catou meu caderno para me perguntar se eu estava entrando em alfa.

É... meus amigos mais próximos da faculdade me chamavam de Pão de Queijo. Mas isso é outra história.