quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Desafio Literário - Setembro #novo



O livro do mês é A menina que brincava com fogo, deStieg Larsson, continuação de Os homens que não amavam as mulheres. Fiquei bem impressionada com o livro e decidi continuar a leitura da trilogia. Mas tinha medo de pegar e não conseguir mais largar o livro. Dito e feito: li as 606 páginas com uma rapidez impressionante pra quem não tem tempo sobrando: em seis dias o livro estava terminado. Leitura que aconteceu dentro de ônibus, ao lado do fogão, esperando a água ferver pro café e, principalmente, nos momentos em que eu deveria estar dormindo, pra descansar do batente que está puxado.

A trama acontece dois anos depois dos acontecimentos do primeiro livro. A hacker Lisbeth Salander some pelo mundo e o jornalista Mikael Blonkvist está às voltas com a revista Millenium. Ele procura Lisbeth, mas ela não quer contato. Mikael conhece o jornalista Dag Svensson e sua mulher Mia Bergman, que pesquisam tráfico de mulheres na Suécia, o que vai gerar um número especial da revista e um livro. A pesquisa é bombástica e leva a revelação sobre jornalistas, policiais, advogados e juízes. Enquanto isso, Lisbeth Salander é caçada como a autora de um triplo assassinato.

O clima do thriller é tenso, com o cerco se fechando para Lisbeth e seus amigos buscando mostrar que ela, apesar de ser violenta, não é uma assassina. Paralelamente, há a discussão sobre o papel da imprensa, a gestão política dos chamados "segredos de estado" e as decisões que são tomadas para abafar escândalos políticos.

Mais uma vez, o papel da mulher na sociedade está em primeiro plano. A violência, neste caso focada na exploração de escravas sexuais, é brutal. Lisbeth é levada, mais uma vez, como a personagem que encarna todo tipo de violência sofria pelas mulheres e também como uma espécie de exemplo de superação: apesar de tudo o que viveu, consegue ser independente e superar os grandes percalços do caminho.

Ótimo livro, que deixa várias pontas inconclusas. Obviamente, para nos forçar a começar, pra ontem, a leitura do próximo volume, A rainha do castelo do ar.