sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Da Jady

Daí que a Jady postou e eu gostei.


1. Qual seria a sua idade se você não soubesse quantos anos tem?
23. Fazer 23 significou muito pra mim. 

2. O que é pior, fracassar ou nunca tentar?
Eu ia ser desonesta de dissesse nunca tentar. Quem me conhece sabe que eu tenho horror a fracassar. 

3. Se a vida é tão curta, por que a gente faz tanta coisa que não gosta e gosta de tantas coisas que não fazemos?
Obrigações sociais, essas desnecessárias.
4. Depois que tudo for dito e feito, você terá dito mais ou feito mais?
Gosto mais de fazer do que de dizer.

5. Cite uma única coisa que você gostaria de mudar no mundo.
No mundo são muitas. Na minha vida, gostaria que o meu avô fosse meu pai. 

6. Se a felicidade fosse a moeda do país, que tipo de trabalho te faria rico?
Qualquer coisa relacionada a criação.

7. Você está fazendo aquilo em que acredita ou se acomodou com o que faz?
Acredito no que faço, mas às vezes me canso. 
8. Se a expectativa de vida fosse de 40 anos, em que isso mudaria sua vida?
Não sei, acho que nada. Nunca pensei que viveria muito, então tá de boa até se fosse de 30 anos.
9. Até que ponto você controlou o caminho que sua vida tomou até aqui?
Até os 22 anos, eu era controlada. Hoje, controlo praticamente tudo. Menos meus sentimentos, claro. 

10. Você se preocupa em fazer certo as coisas ou fazer as coisas certas?
Em fazer com que as coisas certas sejam feitas do jeito certo.

11. Você está almoçando com três pessoas que respeita e admira. Todas elas começam a criticar um amigo íntimo seu, não sabendo que é seu amigo. A crítica é injusta e de mau gosto. O que você faz?
Defendo o amigo. Se tem uma coisa que me dá cólicas é injustiça. 

12. Se você pudesse dar um único conselho a um recém-nascido, qual seria?
Respire devagar, encha o peito e viva com intensidade.

13. Você passaria por cima de uma lei para salvar uma pessoa amada?
Acho que não. 

14. Você já viu loucura onde depois viu criatividade?
Sim. E vice-versa. (copiado da Jady)

15. Há algo que você sabe que faz diferente das outras pessoas? O que é?
Um monte de coisas. A começar pela minha relação com as pessoas.

16. Por que o que te faz feliz não faz todos felizes necessariamente?
Pq felicidade depende muito dos valores das pessoas. 

17. Cite uma coisa que você ainda não fez mas que quer MUITO fazer. O que te impede?
Passar uns 3 meses viajando pelo mundo. Grana. (Idem Jady). E coragem pra deixar minhas idosinhas pra trás.
18. Você está se prendendo a algo que não deveria?
No momento, não

19. Se você tivesse que mudar de estado ou país, para onde iria e por quê?
No Brasi, iria pra Goiás. No mundo, pra Itália, precisamente San Gimniano.

20. Você aperta o botão do elevador mais de uma vez? Tem certeza de que isso acelera o elevador?
Paciência é uma virtude.

21. Você preferiria ser um gênio preocupado ou um Zé-ninguém feliz?
Eu sou preocupadíssima, mas também sou felicíssima. Uma coisa não exclui a outra

22. Por que você é quem você é?
Porque fui criada pelos melhores do mundo: Vovô Ney e Vovó Zina, com pitadas de Aya, Adê, Padrinho e Paulo. Os melhores!

23. Você tem sido o tipo de amigo que gosta de ter como amigo?
Sim. Sem falsa modéstia.

24. O que é pior, quando um bom amigo vai pra longe ou perder o contato com um amigo que mora bem próximo de você?
Amigo que some, indo pra longe ou perdendo o contato, sempre dói.

25. Cite algo pelo qual você é mais grato.
Pelas pessoas que me criaram, por terem me ensinado tudo de bom que eu sei.

26. Você preferiria perder suas velhas recordações ou nunca poder construir memórias novas?
Memória não é meu forte. Esqueço tudo, de antes e de agora.

27. É possível saber a verdade sem antes questioná-la?
Sim, mas questionar faz parte.

28. O seu maior medo já se concretizou?
Felizmente, não. E está cada dia mais longe de realmente acontecer.

29. Você se lembra algo que te deixou extremamente aborrecido há 5 anos? Hoje, aquele episódio importa?
Sim, mas não importa mais. Ressignificar as coisas é fundamental para deixar pra lá.

30. Qual é sua memória da infância mais querida? O que a faz tão especial?
O sentimento de família com aqueles mais importantes: vovó, vovô, Aya, Adê, Padrinho e Paulo. 

31. Quando no seu passado recente você se sentiu mais vivo e intenso?
Todo dia em que sinto que faço algo importante pra alguém. Em especial, pra vovó.

32. Se não agora, quando?
Idem 

33. Se você ainda não alcançou o que quer, o que tem a perder?
Atualmente, só tenho a perder as minhas amarras, o que é bom demais.

34. Você já esteve com alguém, não disse nada, e saiu com a sensação de que teve a melhor conversa da sua vida?
Sim, sempre. 

35. Por que religiões que pregam o amor causam tantas guerras?
Porque os religiosos não conseguem fazer o básico, que é se colocar no lugar do outro.

36. É possível saber, sem sombra de dúvida, o que é bom e o que é mau?
Sempre tem algo mau no que é bom, e vice-versa

37. Se você ganhasse 1 milhão de dólares, largaria o seu emprego?
Não. Não consigo me ver sem trabalhar.

38. Você preferiria ter menos trabalho ou mais trabalho em algo que realmente goste?
Trabalho em algo que realmente gosto e adoro meu trabalho. Queria só ter mais tempo de folga pra curtir a vida.

39. Você sente que viveu este mesmo dia 100 vezes?
Várias vezes

40. Quando foi a última vez que você entrou na escuridão com apenas uma vaga luz de idéia de algo em que você acreditava?
Há uns bons 10 anos. E me surpreendi.

41. Se todos seus conhecidos morressem amanhã, quem você visitaria hoje?
Os que me são caros. 

42. Você concordaria reduzir sua vida em 10 anos para ser super atraente ou famoso?
Jamais

43. Qual é a diferença em estar vivo e viver plenamente?
Viver plenamente é não se fechar no castelo da Cinderela e esperar o mundo se curvar a seus pés. É romper a porta e correr pra vida, abraçar o mundo, derrubar barreiras e ceder a alguns impulsos fantásticos. 

44. Quando vai ser o tempo de parar de calcular os riscos e apenas seguir adiante e fazer o que é certo?
Eu calculo demais, mas tenho feito isso menos, por agora. Quanto a fazer o que é certo, eu não costumo fazer o que é errado...

45. Se aprendemos com nossos erros, por que temos tanto medo de errar?
Porque há certos julgamentos inoportunos que, bobos, levamos a sério demais.

46. O que você faria diferente se soubesse que ninguém te julgaria?
Não esperaria tanto tempo pra sair da casa dos meus pais e conquistar a minha vida.

47. Quando foi a última vez que você reparou no som da sua respiração?
Todo dia eu faço isso.

48. O que você ama? Suas ações recentes refletem este amor?
Pessoas muito bem escolhidas. Elas sabem quem são justamente pelas ações e palavras.

49. Daqui a 5 anos, você vai lembrar do que fez ontem? E ante-ontem? E o dia anterior?
Já contei que tenho problemas de memória?

50. As decisões são feitas agora. A pergunta é: você está decidindo por si só ou deixando que outros decidam por você?
Hoje decido por mim, tenho na mão as rédeas da minha vida.