sexta-feira, 1 de julho de 2011

Hummmmm

Dia desses, vi num blog aí (a pressa me fez esquecer qual) uma receita de tira-gosto que me fez ficar com água na boca. Tentei reproduzir em casa, mas Ouro Preto não tem tudo e eu estava sem pincel culinário. A receita original é assim: separar as duas partes um pão sírio e cortar tirinhas compridas. Pincelar azeite dos dois lados, jogar sal e alecrim e levar ao forno até torrar.

Pra fazer em Ouro Preto, além do pincel culinário ausente, não encontramos o legítimo pão árabe, mas um arremedo, vendido nas padarias locais. Não tinha alecrim na quintanda. Nem no quintal (a louca que veio cuidar do quintal arrancou tudo o que pode. T-u-d-o! O alecrim, o manjericão, a hortelã, a cebolinha... não sobrou nada). Sal marinho, também não rolou. Usamos sal comum mesmo e, na ausência do alecrim, foi queijo parmesão (o da capa preta) ralado grosso.

Foi assim:

O pão "árabe" daqui

Azeite, queijo parmesão e a cerveja do Leo

Processo de preparação

Queijo ralado no final

Saindo do forno

Não ficou perfeito, porque não é a receita original. Mas ficou bom até!