sexta-feira, 22 de julho de 2011

Ah, o amor...

Leo é um cara que gosta muito de motos. E, claro, de Harley-Davidson. Ao lado dos copos de cerveja dele está uma miniatura de uma Harley, sendo piloto gordinho, barbado e tatuado. Tal qual...

Daí que uma pessoa que a gente conhece comprou uma Harley e veio mostrar pro Leo. Eu já sabia que ia passar um tempo ouvindo que tudo o que o Leo precisa pra ser feliz na vida é uma Harley e tudo o mais. Só não esperava o que, de fato aconteceu.

Quase todo dia eu inicio um diálogo com ele sobre o nível de amor, mais ou menos assim:
- Leo, você me ama?

Ele responde que sim e eu pergunto o quanto. Invariavelmente a resposta é:
- Do tamanho de um ônibus (ou avião) de gigante.

Alguém sabe o tamanho disso, por favor?

Ontem, foi do mesmo jeito:
Eu: Leo, você me ama?
Ele: Amo sim.
Eu: De que tamanho?
Ele: De uma Harley-Davidson de gigante.
Eu: Nossa, diminuiu tanto assim?

Depois de tantos outros (cervejas, Ipod, câmeras, bikes e outros), agora tenho que dividir meu espaço com uma Harley. Aff...