segunda-feira, 27 de junho de 2011

Novas marcas

E lá fomos nós pra mais uma sessão de bike na terra, dessa vez em Rio Acima, na região metropolitana de Belo Horizonte. Fomos ao Pesque e Pague Campestre e fizemos trilhas por lá.

O Pesque e Pague Campestre, uma graça de lugar

Sogrão, Leo e Lauro, companheitos de pedal

Eu na ponte, morrendo de medo

O Lauro, que teve um probleminha de direção

Olha o tamanho da ribanceira!

Mega cansada!

O almoço, delicioso (fora o arroz, claro)

O que teve:
- 9km de trilha na mata;
- a estreia do meu Cateye :-)
- a estreia (em trilha) do meu frequencímetro;
- a primeira vez que eu pedalei com meu sogro;
- três tombos de leve (caí pro lado esquerdo);
- um tombo pesado (caí pro lado esquerdo, apoiei na mão que não pode se machucar, quebrei um galho de árvore e tive leves escoriações no braço);
- a convicção de que na terra é mais legal do que no asfalto, mas cansa muuuuuito mais;
- um carrapato no braço (quem mandou cair no meio do mato?)

Domingo que vem tem passeio da Ikenfix em Rio Acima, e lá vamos nós pra 46 km de terra (vou reservar meu lugar no carro de apoio de uma vez!).