sábado, 23 de abril de 2011

Bom será

Ouro Preto mexe com muita gente. Há quem ame (eu!) e quem odeie. Também quem mantenha uma relação dual. São 313 anos da descoberta do Pico do Itacolomi e está chegando a comemoração dos 300 anos que viramos Vila.

Daí que, um dia, seis pessoas decidiram se reunir pra falar de Ouro Preto de um jeito um pouco diferente. Foram vários encontros para discutir formatos, caminhos, temas e chegamos ao Bom Será. O nome é, ao mesmo tempo, um estilo de construção muito comum em cidades coloniais e a nossa vontade de que Ouro Preto seja sempre melhor, para quem mora, para quem visita, para quem está de passagem. O legal é que são seis visões diferentes sobre uma cidade plural.

Meus textos serão publicados às sextas-feiras e os do Leo aos sábados.

Quem quiser visitar, comentar, difundir, esteja à vontade.