quinta-feira, 10 de março de 2011

Filme - Esposa de mentirinha

Just go with it - 2011 (mais informações aqui)
Direção: Denis Dugan
Roteiro: Allan Loeb, Timithy Dowling
Elenco: Adam Sandler, Jennifer Aniston, Broklyn Decker, Nicole Kidman

Depois de Zohan, sempre penso umas três vezes antes de ver um filme com Adam Sandler. Além de tudo, acho que ele sempre interpreta o mesmo papel, quando poderia render bastante em outras frentes, como no caso de Reine Sobre Mim. Como era carnaval e eu queria muito ir ao cinema, aceitei a sugestão dos amigos e fomos ver Esposa de Mentirinha.

O filme me surpreendeu. É a situação de sempre - Adam Sandler, fazendo o papel de Adam Sandler, é o personagem principal. Há a zoação de sempre com o nariz do ator e com o o fato dele ser judeu; há a pessoa que ele tenta conquistar; há a descoberta do amor verdadeiro... Praticamente é como ver Zorra Total. Mas, dessa vez, algumas piadas mudaram. Por exemplo, há uma crítica, ainda que leve, ao excesso de cirurgias plásticas na sociedade americana (a brasileira não fica longe, é a segunda no ranking de plásticas). Ou quando se pergunta quem diabos é o N'Sync (e a gente escuta na platéia alguém criticando o companheiro justamente por não saber quem é o dito grupo).

A história de Danny (Sandles) e Katherine (Aniston) é bastante óbvia. Porém, há momentos bem bonitinhos. Especialmente quando eles, enfim, resolvem que se amam, mas ainda estão impedidos de ficar juntos. Katherine, deitada, sozinha, do lado direito de uma cama de casal, pensa em Danny, enquanto ele faz o mesmo deitado do lado esquerdo de outra cama de casal. Foi uma maneira quase poética de mostrar que os dois personagens se completam. Outro momento é quando Danny ensina Michael, filho de Katherine, a nadar. O garoto, interpretado por Griffin Gluck, e Maggie, por Baille Madison, também rendem momentos divertidos. A garota promete ser uma boa intérprete no futuro.

Nick Swardon, que interpreta Eddie, primo de Danny, parece ser o Rob Schneider da vez, já que os dois vêm fazendo filmes juntos, como o desprezível Zoham e Eu os declaro marido e... Larry. E, de certa forma, é bom constatar que o ator envelheceu. Porque há uma esperança de que, afinal, Adam Sandler amadureça e, com ele, seus filmes.