segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Mundo cruel e artes

Mais uma leva de filmes, by @Set_Palavras.

1 - Os homens que não amavam as mulheres.
O filme partiu de um livro, o primeiro da trilogia Millenium, de Stieg Larson, escritor sueco. A história é sobre o desaparecimento de uma então moça, há 36 anos. Um de seus tios chama um jornalista para investigar. Durante a investigação, ele se junta a uma hacker e, nossa, muitas coisas acontecem. Esse é o tipo de filme que eu gosto, suspense na medida, reviravoltas. Achei algumas cenas muito fortes, mas isso porque às vezes meu fantástico mundo de Bob fala mais alto que a realidade, e eu acabo me chocando. Tenho sérios problemas com o tipo de violência apresentado no filme, e mesmo assim, tiro o chapéu. Segundo o Valter, da Set Palavras, o livro consegue ser mais cruel, pois mergulha fundo na violência. E os outros dois livros e filmes da trilogia são mais violentos ainda. O filme teve tanto sucesso que será refilmado por Hollywood.
Minha avaliação: XXXX

2 - Fora de controle
Confesso que me deixei seduzir pelo Robert De Niro na capa do DVD. Nem li direito a sinopse e, pimba, levamos o filme. É a história de um produtor de cinema com seus problemas de trabalho: um diretor doidão, um ator que se recusa a tirar a barba, a ex-mulher, a outra ex-mulher, a filha adolescente, o suicídio de um colega... É interessante na medida em que mostra os egos do mundo do cinema e até onde eles podem levar as relações de trabalho e pessoais. Mas, sei lá... O De Niro faz uns filmes nada a ver de vez em quando, né?
Minha avaliação: XX

3 - Enigmas de um crime
Mais uma vez, não prestei atenção na sinopse. Fui mais pelo nome, porque adoro histórias de suspense. E tem o Elijah Wood, né? Mas, sabe... imagine todos os clichês de investigação policial reunidos num saco. Ao longo do filme, a cada 5 minutos é sorteado um clichê. Fica difícil curtir o filme. E o Elijah Wood nunca vai deixar de ser, pra mim, a criancinha de abrigo no filme Eternamente Jovem e, claro, o Frodo. Acho que isso piorou ainda mais o filme pra mim. Achei o ator muito sem credibilidade.
Minha avaliação: X

4 - Boa noite e boa sorte
Fazia um bom tempo que eu queria ver esse filme. Além de ser um filme de jornalismo, foi dirigido pelo George Clooney, todo em P&B, com uma fotografia diferente. O filme mostra um jornalista da rede de TV CBS, com sua equipe de trabalho, em sua luta contra o senador McCarthy e a caça às bruxas nos Estados Unidos, na década de 1950. O tema é super atual. Eu me envolvi demais com a história. Vale super a pena como registro de uma época em que praticamente não havia liberdade de expressão por lá e o que o medo desencadeou naquela sociedade.
Minha avaliação: XXXX

5 - Modigliani - A Paixão pela Vida
O último ano de vida do pintor Amedeo Modigliani, interpretado por Andy Garcia (ai...). Mostra o movimento das vanguardas da arte no início do século XX, a rixa entre o pintor e Pablo Picasso e sua relação com Jeanne Hebuterne. Achei o filme meio lento, com um excesso de cenas em câmera lenta. A trilha sonora enfatiza o tempo todo que é um drama. Enquanto isso, Modigliani vai se mostrando boêmio e até divertido, com suas tiradas e sua relação com Picasso.
Minha avaliação: XXX

6 - 12 homens e uma sentença (o original, de 1957)
Este não foi da Set Palavras. Eu tenho o DVD, mas estava passando no Telecine Classic. Peguei pela metade e vale cada segundo. O filme se passa inteiramente numa sala em que 12 jurados devem decidir, por unanimidade, a culpa ou inocência de um jovem. Vi a versão mais nova, da década de 1990, na faculdade e virou um dos meus filmes favoritos. O original, com Henry Fonda, é ótimo;, a refilmagem, com Jack Lemmon, também.
Minha avaliação: XXXXX