sábado, 23 de outubro de 2010

Homenagem

Há nove anos a Cuca está comigo. Nem dá pra explicar essa história. Só que a branquelinha é especial. Pra homenagear a doiduca, escolhi um poema de Vinícius de Moraes, do livro A Arca de Noé. O poema foi musicado para entrar no disco Arca de Noé volume 2.

A cachorrinha
Vinícius de Moraes

Mas que amor de cachorrinha!
Mas que amor de cachorrinha!

Pode haver coisa no mundo
Mais branca, mais bonitinha
Do que a tua barriguinha
Crivada de mamiquinha?
Pode haver coisa no mundo
Mais travessa, mais tontinha
Que esse amor de cachorrinha
Quando vem fazer festinha
Remexendo a traseirinha?