domingo, 25 de julho de 2010

Infância

Não me lembro muito bem dos anos em que morei em Ouro Preto. Eu tinha seis quando minha família foi para BH. De lá lembro melhor, dos dias no playground com a galera do condomínio (eram muitas crianças), da bicicleta, dos patins, do futebol, do vôlei, do esconde-esconde, da garagem de cima, do salão de festas.


Lembro também das férias em Ouro Preto. E de que sempre inventávamos uma brincadeira nova. Lembrei, em especial, do gesso. Laura ganhou um conjunto de apetrechos para fazer peças em gesso e nós colocamos a mão na massa. As forminhas eram da Branca de Neve e os 7 anões e da Moranguinho e sua turma. Junto, vinham tintas e pincéis. Com tudo aquilo pronto, a Laura inventou de irmos pra rua para vender as nossas obras de arte (oi?).


Como a casa da vovó é em uma das ruas mais movimentadas de Ouro Preto, conseguíamos abordar muita gente. Conseguíamos é força de expressão, porque a Laura, que é super pra frente, é quem corria atrás dos possíveis compradores. Eu ficava ali na porta, quietinha, só observando. E não é que ela vendia? Não lembro de quem comprou, mas agradeço a todos que tiveram boa vontade com aquele bando de crianças em férias, dando trabalho pros avós.


Lembrei disso porque vi uma cena igualzinha. Uma de nossas vizinhas recebe as sobrinhas em todas as férias. E elas sempre inventam alguma coisa pra fazer e vender, exatamente como a Laura e eu fazíamos. E na última quinta-feira eu fui abordada por elas numa hora de bastante pressa. Perguntei se podia comprar na volta, e vi nos olhos da garota a decepção com aquela conversa lenga-lenga que ela deveria escutar todo dia. Eu realmente estava com pressa e sem dinheiro na hora. Mas cumpri a minha promessa: voltei e comprei duas das artes que elas vendiam. Minha imaginação não foi muito longe, não sei o que são. Só que foi uma delícia ver a garota sorrindo pra mim, feliz porque eu tinha cumprido a promessa de comprar na volta. Uma ação tão bobinha, mas que significou tanto pra ela quanto pra mim, nos dias em que me dediquei ao gesso.
..