segunda-feira, 31 de maio de 2010

Essas crianças...

Aconteceu com meu tio avô, quando ele era pequeno.

Uma de suas irmãs tinha uma paixão maluca por bonecas. Até morrer, ela adorava, tinha uma coleção. Quando pequena, ela não podia ter todas que queria, mas tinha todo o cuidado com as que tinha. Uma de suas bonecas se chamava Nhanhá.

Os irmãos dela gostavam de encher a paciência da tia, em geral enforcando as bonecas dela em algum lugar da casa. Também abriam-nas de vez em quando.

Um dia, Tio Ymar tanto fuçou a tal Nhanhá que tirou dela um apito que fazia um determinado barulho quando a boneca se mexia. A brincadeira devia estar boa... meu tio acabou engolindo o tal apito. Com medo, depois de escutar demais o povo dizendo que quem engolia semente de frutas ficava com uma árvore a nascer na barriga, ele foi procurar a mãe, minha bisavó.

- Mãe, se um menino, mais ou menos do meu tamanho, engolir o apito de Nhanhá, ele morre?

Minha bisavó, provavelmente para desencorajar o filho de engolir o tal apito, foi categórica:

- Morre.

Tio Ymar, desesperado, começou a correr pela casa, gritando:

- Então eu vou morrer! Eu vou morrer!

Resultado: minha bisavó teve que gastar horas de conversa pra convencer o filho de que ela tinha exagerado e que não ia acontecer nada de mal com ele. O apito... bem... foi encontrado no dia seguinte, como seria natural.