segunda-feira, 8 de março de 2010

Montanha Uruguaiana

Tenho uma tia que tem mãos de fada. Pra doces e pra tricô. É impressionante o perfeccionismo dela em cada coisa que faz. Os casaquinhos e sapatinhos de tricô que ela faz para bebês são famosos. Meus primos, meus tios, meus irmãos e eu fomos privilegiados. Hoje, ela só tricota quando tem vontade. E essa arte vai se perder um dia. Mesmo com os cadernos de receita todos bem explicadinhos, a perfeição, o carinho e o cuidado são únicos.

Com os doces... o mesma perfeccionismo. Era uma festa nos aniversários. Cada um de nós ganhava um doce especial nesses dias de festa. E a Tia Ylza sempre fazia o doce favorito do aniversariante. O meu favorito era a Montanha Uruguaiana.

É um doce extremamente doce. E delicioso. Pequena, eu já ficava doida quando tinha uma Montanha por perto. Ficava do lado enquanto ela cortava as ameixas para retirar os caroços. E, de levinho, roubava uma ou outra ameixa, rindo, de boca cheia.

Alguns problemas fizeram com que a Tia parasse de fazer os doces. Agora, ela só faz em ocasiões especialíssimas. Eu ganhei a minha última Montanha há alguns anos. Vovó ganhou no ano passado. E hoje, meu tio recebeu a dele, pra comemorar o aniversário que comemora amanhã. Está lá, na geladeira, esperando a hora certa de ser consumida.

A história da Montanha Uruguaiana começou com a minha tia bisavó, Olga. Diz a lenda familiar que ela tinha muitas amigas e uma delas era do sul do país. E foi essa amiga que passou a receita. A tia Olga caprichava no açúcar. A mesma lenda diz que ela não seguia as receitas à risca. Se achava que um ingrediente era bom, ela colocava mais. O resultado é que os doces que ela fazia eram mais doces do que deveriam ser.

Tia Olga morreu antes que eu completasse um ano. Mas sei que ela ia me visitar no berço e perguntava "Cadê a menininha de Titia?".

Bom, a receita sobreviveu ao tempo e é quase uma marca da família do meu avô materno. E, com o capricho da Tia Ylza, ela ficou mais bonita. Ela monta flores, coqueiros e até paisagens com pedacinhos de ameixa. Faz um bordado tão bacana que foi impossível não fotografar.




Vamos à receita:

Montanha Uruguaiana

Ingredientes:
A - Doce de ameixa
100g de ameixas em calda grossa de açúcar cristal (ou a mesma quantidade em compota de ameixas em calda)
B - Pão-de-ló
3 colheres de água
6 ovos
3 xícaras de açúcas refinado
3 xícaras de farinha de trigo
C - Primeiro Creme (amarelo)
1 lata de leite condensado
A mesma medida de leite de vaca
4 gemas
D - Segundo creme (branco)
4 claras
4 colheres de açúcar
1 lata de creme de leite gelado.


Modo de fazer:
Fazer o pão-de-ló de forma tradicional.
Após pronto, molhar o pão-de-ló no caldo das ameixas e com ele forrar o fundo de um pirex.
Misturar os ingredientes do primeiro creme e levar ao fogo até engrossar, mexendo sempre.
Colocar esse creme acima do pão-de-ló, , misturado com as ameixas.
Com o segundo creme, bater as claras em neve, acrescentar aos poucos o açúcar e, por último, o creme de leite. Esse creme será a cobertura da torta.
Após montado, levar à geladeira.
Fazer de véspera.

Tia Ylza sempre termina as receitas da mesma forma:
E por último... vamos comer? É uma delícia!